Clínica Generar - Reprodução Humana
(51) 3311-5699 (51) 3311-2149 (51) 9 9564-4531
Untitled Document

DÚVIDAS FREQUENTES

No ser humano, a capacidade de se reproduzir depende da interação entre mecanismos complexos, iniciando com a produção e maturação de células germinativas, pelo encontro e fusão dos gametas masculino e feminino – fertilização – seguidos pela implantação do embrião no útero e, finalmente, pelo desenvolvimento e nascimento do bebê.

Problemas masculinos, femininos ou de ambos dificultam a gestação. Atualmente a maioria destes distúrbios podem ser tratados e, graças aos constantes avanços da Medicina Reprodutiva, a gestação geralmente é obtida.


O termo Reprodução Assistida refere-se a técnicas de tratamento da infertilidade em que pelo menos um dos gametas (espermatozoides e óvulos) é manipulado. As mais utilizadas são a inseminação intrauterina, a fertilização in vitro e a ICSI.

O QUE É INFERTILIDADE ?

Infertilidade é o diagnóstico do casal que após um ano de relações sexuais frequentes e desprotegidas (sem uso de método anticoncepcional) não consegue engravidar.

INCIDÊNCIA

10% a 20% da população de casais têm problemas de fertilidade. A incidência de infertilidade é diretamente proporcional à idade da mulher. No Brasil, existem cerca de 15 milhões de casais inférteis.

GRAU

A infertilidade pode ser primária ou secundária.
Infertilidade Primária: o casal nunca engravidou;
Infertilidade secundária: casal já engravidou.

CAUSAS

A incidência das causas de infertilidade são as seguintes:

- Causa feminina (30%);

- Causa masculina (30%);

- Causa mista - masculina e feminina (30%);

- Infertilidade sem causa aparente (aproximadamente 10%).

O casal que não engravidar após 1 ano de relações desprotegidas deve investigar visando descobrir qual a causa da infertilidade.

IDADE

A redução na quantidade e na qualidade dos óvulos está DIRETAMENTE associada a idade da mulher. A idade da mulher é a variável isolada mais importante no tratamento da infertilidade conjugal.

A mulher, diferentemente do homem, nasce com um número limitado de óvulos e, com o passar dos anos, este número diminui e a qualidade fica comprometida. No homem a renovação dos gametas ocorre a cada 90 dias, por isto o impacto da idade na fertilidade masculina é muito menor.

Outro fator importante para diminuir o número de nascimentos em mulheres com idade mais avançada é a maior taxa de abortamento espontâneo: quanto maior a idade maiores são as taxas de abortamento.

A incidência de infertilidade aumenta com o aumento da idade da mulher. Atualmente, com a gestação sendo postergada, a idade da mulher torna-se uma variável extremamente importante.

FATOR TUBÁRIO
O espermatozoide encontra o óvulo, e o fertiliza, na trompa de Falópio. A trompa é responsável pela captação do óvulo no momento da ovulação e pelo transporte do embrião até a cavidade uterina.
Ela precisa ser móvel e pérvia para que espermatozoides, óvulos e embriões possam "transitar" dentro dela.

Infecções pélvicas, doenças sexualmente transmissíveis, cirurgias pélvicas e endometriose são algumas das doenças que podem alterar o funcionamento das trompas, tornando-as imóveis, tortuosas, dilatadas e obstruídas.  

Mulheres com alterações tubárias tem maior risco de gestação nas trompas.

A investigação da causa tubária engloba a pesquisa de infecções pélvicas por clamídia, a Histerossalpingografia (Raio-X das TROMPAS) e, algumas vezes, a Videolaparoscopia.

Na  Videolaparoscopia a anatomia da pelve é analisada, útero, ovários e trompas são observados quanto a aderências, cicatrizes e endometriose. As aderências podem ser desfeitas e a função das trompas melhorada. A intervenção é realizada em ambiente hospitalar, com anestesia geral.

FATOR OVULATÓRIO
Mulheres com fator ovulatório tem menstruações irregulares. Podem referir ausência de menstruação (amenorreia) ou menstruações a intervalos menores do que 24 dias ou maiores do que 40 dias.
O problema ovulatório mais comum é a Síndrome dos ovários policísticos. Doenças crônicas, estresse, ganho ou perda de peso excessivo, exercício físico intenso e o uso de medicações também são causas de anovulação.

A investigação de pacientes com ciclos irregulares inicia geralmente com dosagens hormonais: (LH, FSH, PROLACTINA e outros). A ecografia transvaginal é um exame complementar que realizada de forma seriada pode avaliar o crescimento folicular e a ovulação. Utilizada também para avaliar a reserva ovariana (número de folículos nos ovários).

FATOR UTERINO
O endométrio é a camada interna do útero onde ocorre a implantação do embrião. Alguns problemas uterinos comuns como miomas, pólipos, malformações uterinas e endometrite podem ALTERAR A FERTILIDADE. Entretanto, o fator uterino poucas vezes é causa de infertilidade.

A Histeroscopia é um procedimento realizado para avaliar a cavidade uterina e identificar eventuais doenças existentes dentro do útero podendo ser diagnóstica ou terapêutica.

FATOR MASCULINO
O principal exame para avaliar a infertilidade masculina é o espemograma, nele as principais alterações do sêmen são identificadas: redução no número de espermatozoides, na motilidade (movimentação) e alteração na forma dos espermatozoides (morfologia).

A história clínica, os exames físicos e urológicos podem ser sugestivos de alteração no espermograma. A anamnese envolve o uso de drogas lícitas ou ilícitas, medicações, história de caxumba com orquite (inflamação dos testículos), cirurgias ou traumas na região inguinal e escrotal, quimioterapia ou radioterapia. A varicocele (dilatação dos vasos ao longo do cordão espermático), exposição a toxinas, fatores genéticos, alterações hormonais, obstrução dos ductos de transporte e as infecções também podem comprometer a qualidade do sêmen.

Interessante é que a causa mais comum de alteração do espermograma é idiopática, ou seja, após investigação não se descobre porque o espermograma está alterado.

INFERTILIDADE SEM CAUSA APARENTE

Sempre que o casal não conseguir gestar e os exames demonstrarem função tubária normal, ciclos ovulatórios e espermograma normal estaremos frente ao diagnóstico de infertilidade Sem Causa Aparente.

Apenas 10% dos casais jovens não tem a causa da infertilidade diagnosticada, este diagnóstico é mais comum quando a idade da mulher está em torno dos 40 anos.

Atenção, do dia 18/07 ao dia 27/07 o nosso horário de atendimento será das 08h30 às 17h00.